Amamentação: mitos e verdades

Amamentação mitos e verdades - Blog Chiquititos - Image by pixabay.com

A amamentação é, sem dúvida, um dos mais valiosos bens que uma nova mãe pode oferecer para um recém-nascido. Os benefícios da amamentação são geralmente conhecidos, porém o número de mães que amamentam seus bebês permanece pequeno.

Ainda menor é o número de mães que continuam amamentando até pelo menos o sexto mês, conforme recomendação da Organização Mundial da Saúde.

Falaremos aqui, brevemente, sobre os benefícios do aleitamento materno, separando os mitos e verdades sobre o tema. Acreditamos que existem alguns preconceitos que impedem muitas jovens mães de amamentar seus bebês.

Bebês amamentados são protegidos contra diarreia e dores de estômago, infecções respiratórias e otites. Principalmente quando há histórico familiar de alergias, asma e eczema, a amamentação exclusiva protege contra eles.

O leite materno é de fácil digestão, reduzindo a incidência de prisão de ventre e cólicas. A amamentação também auxilia no desenvolvimento psicossomático da criança, no desenvolvimento normal da mandíbula e dos dentes além de ser barata e prática.

Para a mãe, além do vínculo afetivo com o bebê, proporciona proteção contra osteoporose, câncer de mama e de ovário.

A amamentação vai fazer cair meus seios. Mito!

Devido a gravidez, o corpo da mulher sofre alterações hormonais e alterações nas mamas. O papel da amamentação nessas mudanças é insignificante, mas o que definitivamente afeta são a hereditariedade e as mudanças abruptas de peso.

Com a amamentação devo comer mais e isso aumentará meu peso. Mito!

Durante a amamentação, recomenda-se uma alimentação adequada e balanceada e o consumo de líquidos em abundância. Uma mulher que amamenta consome 500 calorias a mais por dia e, portanto, é mais fácil recuperar sua forma.

Se você mantém uma alimentação saudável, não vai aumentar seu peso.

Amamentar é uma coisa natural e toda mãe deve saber como amamentar seu filho. Verdade e Mito!

Claro que a amamentação é uma coisa natural, mas a nova mãe e o bebê precisam aprender muitas coisas novas sobre a amamentação. É preciso se preparar para o momento, falar com especialista antes do parto e é ainda mais importante ter alguém para ajudar a mãe na primeira amamentação.

É necessário paciência e perseverança para tornar esse momento um sucesso.

Parei de amamentar porque não tinha leite suficiente. Normalmente um mito, mas uma verdade muito rara!

O seio da mulher é feito para produzir leite suficiente para seus bebês. A produção de leite, geralmente, segue a regra de oferta e demanda.

Quanto mais leite o bebê precisa, mais leite o seio é capaz de produzir. Para isso, o bebê deve mamar sempre que tiver fome e pelo tempo que quiser, para que a produção de leite seja mais regulada.

Existem maneiras específicas de descobrir se um bebê está recebendo leite suficiente.

Devemos dar ao bebê suplemento ou glicose quando ele nasce, até que o leite da mãe “venha”. Mito! O mais comum que impede o sucesso da amamentação.

Não importa como o bebê nasça, a mãe pode amamentar quase imediatamente se ela for saudável.

Agora está provado que um recém-nascido saudável não precisa de mais leite do que o da produção da mãe.

A quantidade de leite que o bebê recebe na primeira mamada não é grande (4-14 ml, uma colher de sopa) mas é suficiente para o bebê porque é rico em anticorpos protetores.

Recomenda-se inclusive que a primeira amamentação seja feita o mais cedo possível e pelo menos, nas primeiras duas horas após o parto. O bebê nas primeiras horas está mais disposto a mamar aumentando as chances de sucesso da amamentação.

Se o bebê tomar um suplemento no início, ele ficará saciado, e estará perdida a oportunidade de começar a amamentação bem sucedida.

Amamentar dói. Mito e Verdade!

Sabemos que amamentar não é para ser algo tão dolorido. No entanto, algumas mães podem ter dificuldades na hora de amamentar e precisam de apoio e orientação.

No começo das mamadas é comum a mãe sentir dor que podem ser discretas, moderadas e até fortes. Mas essas dores são consideradas podem ser controladas com orientações certas e não deve persistir além da primeira semana.

Não posso amamentar porque tenho mamilos planos ou invertidos. Mito!

A maioria das mulheres pode amamentar com sucesso, independente do tamanho da mama ou do formato do mamilo.

Mamilos com esses formatos exige um pouco mais de esforço para conseguir sucesso na amamentação, porém não são um empecilho.

Se o bebê fizer uma boa pega, vai consegui mamar de forma tranquila e sem causar problemas à mãe.

Preciso parar de amamentar por causa das estrias nos mamilos ou por causa da mastite. Mito!

As estrias descrevem feridas que podem ser caudas nos mamilos quando o bebê pega a mama corretamente.

A mastite é uma inflamação que pode ser causada por uma infecção ou por um duto de leite bloqueado.

Nenhum dos problemas acima deve impedir a amamentação. Claro que o melhor tratamento é a prevenção e a amamentação adequada reduz chances dessas complicações.

A fórmula de leite infantil moderna é tão boa quanto o leite materno. Mito!

Apesar dos avanços na formulação e fabricação do leite infantil, este não chega nem perto de oferecer os benefícios para a saúde como o leite materno.

A fórmula é semelhante ao leite materno: ambos oferecem energia, hidratação e nutrientes que farão o bebê crescer com qualquer um deles. No entanto, a fórmula não oferece anticorpos e outros nutrientes encontrados somente no leite materno que protegerão o bebê contra várias doenças ao longo da vida.

Essas são, em resumo, as verdades por trás dos mitos mais comuns sobre a amamentação. Em geral, nossa sociedade acredita tanto nesses mitos que às novas mamães ficam assustadas.

Por isso é importante que essas mães estejam informadas, sejam acompanhadas por profissionais que irão orientá-las da melhor forma para que consigam amamentar seu bebê de forma prática, racional e segura.

Conheça os conjuntos para introdução alimentar do seu bebê neste link!

Aproveite as ofertas!

Foto Destaque: Image by pixabay.com. Texto protegido pela Lei de Direitos Autorais nº 9.610/98. Fica totalmente proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo sem a devida autorização do autor. Para maiores informações, entre em contato com [email protected]

Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.
Brinquedo de Silicone Quebra-cabeça para Bebês Meu Universo 9 Alimentos Proibidos Para Bebês Até 1 Ano de Idade Como Apresentar Alimentos Alergênicos ao Bebê Kit Higiene Bebê: 10 Itens Que Não Podem Faltar Os Primeiros 12 Meses do Bebê Checklist de Exames que Toda Grávida Precisa Fazer Desfralde: o que pode dar errado e não funcionar? Posso usar Vick Vaporub no meu bebê? Intestino Preso na Introdução Alimentar? Saiba o que fazer. Top 5 Kits Mais Vendidos para Introdução Alimentar