APLV: O que é e como Identificar a Alergia à Proteína do Leite de Vaca

APLV O Que é e Como Identificar - Blog Chiquititos

A APLV é uma alergia causada no organismo humano devido a ingestão de alimentos derivados e, que contenham, a proteína do leite de vaca. Esta alergia se caracteriza por reações geradas pelo sistema imunológico, onde ele não aceita o alimento reconhecendo-o como um agente agressor. Logo, ele gera anticorpos para se proteger contra esse inimigo e, com isso, acaba gerando reações que serão expostas no corpo da pessoa através de sintomas que podem ser imediatos, ou seja, logo após a ingestão, ou até mesmo em um período maior de tempo: 24 horas, dias, meses ou anos, o que torna o diagnóstico mais demorado.

A proteína do leite de vaca é uma das principais causas de alergia alimentar em bebês durante a introdução alimentar e crianças de até três anos. No entanto, esta alergia pode surgir em pessoas com qualquer idade.

Pensando nisso, sabendo que alergia alimentar ainda é um dos principais assuntos que levam mães com seus bebês aos consultórios pediátricos, preparamos este artigo especial acerca do assunto. Vamos conferir!

Como Descobrir se o Bebê tem Alergia a Proteína do Leite de Vaca (APLV)?

Descobrir os sintomas da APLV pode não ser tão simples como se imagina, afinal, os sintomas da APLV são diversos e podem variar bastante em relação ao tempo de apresentação, pois, alguns se manifestam rapidamente, outros a médio e longo prazo. No entanto, com as informações corretas é possível tomar atitudes adequadas no dia a dia para chegar ao diagnóstico.

Confira a seguir os sintomas da alergia à proteína do leite de vaca.

Os sintomas de APLV são classificados em três categorias:

  • Reações imediatas
  • Reações tardias
  • Reações mistas.

Confira a seguir quais são e quando ocorrem estes sintomas:

5 Sintomas de APLV – Imediatos

Estes sintomas aparecem em segundos ou horas após a ingestão da proteína do leite de vaca. Nestes casos, o corpo reage liberando os anticorpos IgE como forma de defesa contra a proteína, considerada um agente invasor. São estes anticorpos que geram as reações desencadeando os sintomas da alergia:

  • Vermelhidão que geralmente causa coceira na pele;
  • Inchaço dos lábios e olhos;
  • Vômitos após a ingestão do leite de vaca ou derivados;
  • Diarreia
  • Falta de ar, dificuldade para respirar;

Além destes 5 sintomas, pode ocorrer reações imediatas muito graves, onde há ocorrência de sintomas variados ao mesmo tempo. Como, por exemplo, sintomas gastrointestinais e pele; queda de pressão e fraqueza muscular; inchaço e falta de ar etc.

Para diagnosticar a APLV com sintomas imediatos o processo pode ser simples: através de testes de alergia que medem os níveis alérgicos da substância. No entanto, estes testes precisam ser realizados por um profissional de saúde da área.

5 Sintomas de APLV – Tardios

Estes sintomas aparecem horas ou dias após a ingestão da proteína do leite de vaca. Nesses casos, o organismo não gera o IgE e a reação é desencadeada por células diferentes.

Devido a isso, fazer o diagnóstico de APLV com sintomas tardios não é possível apenas por exames. Para ter este diagnóstico, é necessário que o profissional de saúde analise outros dados, como o histórico clínico geral da criança e recomendação de tratamentos dietoterápicos para ser feito análises e se obter resultados. Veja a seguir:

  • Diarreia
  • Sangue nas Fezes
  • Baixo ganho de peso;
  • Baixo crescimento;
  • Cólicas e irritação;

Estes sintomas podem aparecer ao longo do tempo. Ao notar estas reações é fundamental levar a criança ao médico.

5 Sintomas de APLV – Mistos

Os sintomas de APLV mistos podem ocorrer tanto imediatamente, após a ingestão da proteína do leite, desencadeados pelos anticorpos IgE, como somente ao longo do tempo, podendo levar horas ou dias para aparecerem.

Para diagnosticar a APLV nesses casos, também precisa da avaliação de um profissional de saúde. Confira os sintomas específicos para esse quadro de reações:

  • Asma
  • Inflamações do esôfago;
  • Refluxo;
  • Dores abdominais;
  • Dificuldade de crescimento.

As recomendações para os pais diante destes sintomas também são levar a criança ao médico. Somente um profissional de saúde vai saber, com precisão, fazer o diagnóstico correto.

Quais são as causas da APLV em Bebês

Geralmente a alergia a proteína do leite de vaca surge quando o bebê ingere alimentos que contenham esta proteína, seja diretamente através do leite ou seus derivados. No entanto, em casos menos comuns, a APLV pode surgir em crianças que se alimentam exclusivamente de leite materno. Isso se dá devido a alimentação da mãe que ao consumir a proteína do leite de vaca, a passa para o bebê em seu leite durante a amamentação.

Mas por que esta proteína causa reação alérgica em bebês e outros alimentos não?

Essa é uma pergunta que muitos pais fazem. E a resposta é:

O organismo do bebê ainda é muito imaturo, ou seja, ele ainda não está acostumado com todos os nutrientes e proteínas existentes na alimentação humana. Logo, alguns destes alimentos poderão ser mais difíceis de serem digeridos e aceitos pelo seu sistema gastrointestinal — é o caso da proteína do leite de vaca — e, nesses casos, algumas reações se dão como sintomas alérgicos.

APLV Blog Chiquititos 1 1

O que fazer para tratar APLV em bebês

Depois de diagnosticada a APLV, geralmente, o médico recomendará um tratamento dietoterápico. Isso vale para a mãe que amamenta e precisa fazer uma dieta que não inclua alérgenos em sua alimentação. E para o bebê, nos casos onde ele precisa tomar fórmula seja como refeição principal ou alimentação complementar. Para ambos os casos é necessário a recomendação de fórmulas infantis próprias para a sua condição.

Confira a seguir, as principais fórmulas infantis para lactentes com alergia a proteína do leite de vaca (APLV):

Fórmulas infantis para Lactentes com APLV

As fórmulas infantis para lactentes que possuem diagnóstico de alergia à proteína do leite de vaca são classificadas da seguinte forma: Fórmulas extensamente hidrolisadas para lactentes APLV, Fórmulas Infantis APLV à base de Aminoácidos e Fórmulas Infantis APLV à base de Proteínas de Arroz.

Confira a seguir, as principais fórmulas infantis APLV de cada categoria.

Fórmulas extensamente hidrolisadas para lactentes APLV – com lactose:

Aptamil Proexpert Pepti

Formula Infantil Aptamil Pepti Danone Nutricia 800g
  • Proteína láctea extensamente hidrolisada
  • Prebióticos (gos/fos)
  • Dha e ara
  • Nucleotídeos
Ver na Amazon

Importante: Este Produto Somente Deve Ser Usado Na Alimentação De Crianças Menores De 1 (Um) Ano De Idade Com Indicação Expressa De Médico Ou Nutricionista. O Aleitamento Materno Evita Infecções E Alergias E Fortalece O Vínculo Mãe-Filho.

Ingredientes:

Proteína hidrolisada do soro de leite, maltodextrina, óleos vegetais (palma, canola, coco, girassol), galactooligossacarídeos (GOS), fruto-oligossacarídeos (FOS), fosfato tricálcico, cloreto de potássio, óleo de peixe, cloreto de magnésio, citrato trissódico, óleo de Mortierella alpina, carbonato de cálcio, vitamina C, cloreto de colina, taurina, sulfato ferroso, inositol, sulfato de zinco, nucleotídeos (uridina, citidina, adenosina, inosina, guanosina), vitamina E, L-carnitina, niacina, d-pantotenato de cálcio, d-biotina, sulfato de cobre, ácido fólico, vitaminas A, B12, B1, B2, D, B6, sulfato de manganês, iodeto de potássio, vitamina K, selenito de sódio, emulsifi cantes ésteres de ácido cítrico e mono e diglicerídeos. CONTEM LACTOSE. NÃO CONTEM GLÚTEN. ALÉRGICOS: CONTÉM DERIVADOS DE PEIXE E DE LEITE (PROTEINA EXTENSAMENTE HIDROLISADA DO SORO DE LEITE).

Prós:

  • Não contém glúten
  • Não contém látex natural
  • Fórmula balanceada
  • 100% de proteína láctea extensamente hidrolisada
  • Previne, cuida e trata o sistema digestivo
  • Ótima relação custo benefício

Contras:

  • Não há.

Fórmula Infantil NAN Althéra 400g

NAN Althéra é uma fórmula infantil para lactentes e de seguimento para lactentes e crianças de primeira infância destinada a necessidades dietoterápicas específicas, à base de proteína extensamente hidrolisada.

Formula Infantil NAN Althera 400g
  • Idade: 0 a 36 meses
  • NAN Althéra possui: DHA e ARA.
  • Formato: Latas de 400g (pó), com colher medida.
Ver na Magalu

Importante: Este produto somente deve ser usado na alimentação de crianças menores de 1 (um) ano de idade, com indicação expressa de médico ou nutricionista. O aleitamento materno evita infecções e alergias e fortalece o vínculo mãe-filho. O leite materno deve ser sempre a primeira opção para a alimentação do lactente. Quando não for possível a manutenção do aleitamento materno, as fórmulas infantis são os substitutos mais adequados para o primeiro ano de vida, conforme orientação do médico ou nutricionista.

Ingredientes:

Lactose, maltodextrina, óleo de girassol com alto teor oleico, proteína extensamente hidrolisada do soro do leite de vaca**, óleo de canola com baixo teor erúcico, óleo de coco, óleo de girassol, minerais (glicerofosfato de cálcio, fosfato de potássio monobásico, cloreto de magnésio, cloreto de cálcio, cloreto de sódio, fosfato de sódio monobásico, sulfato ferroso, sulfato de zinco, citrato de potássio, cloreto de potássio, sulfato de cobre, sulfato de manganês, iodeto de potássio, selenato de sódio), vitaminas (L-ascorbato de sódio, bitartarato de colina, acetato de DL-alfa-tocoferila, nicotinamida, D-pantotenato de cálcio, riboflavina, acetato de retinila, tiamina mononitrato, cloridrato de piridoxina, ácido N-pteroil-L-glutâmico, fitomenadiona, D-biotina, colecalciferol e cianocobalamina), óleo de Crypthecodinium cohni rico em DHA, óleo de Mortierella alpina rico em ARA, mio-inositol, taurina, L-histidina, L-carnitina, emulsificante ésteres de mono e diglicerídeos de ácidos graxos com ácido cítrico e regulador de acidez ácido cítrico.

Prós:

  • Com DHA e ARA
  • Proteína extensamente hidrolisada

Contras:

  • Não há.

Fórmulas extensamente hidrolisadas para lactentes APLV – sem lactose

Pregomin Pepti Fórmula Infantil para Lactentes com Restrição de Lactose

Pregomin Pepti é uma fórmula infantil para lactentes e de seguimento para lactentes destinada a necessidades dietoterápicas específicas com proteína extensamente hidrolisada e com restrição de lactose

Pregomin Pepti Formula Infantil para Lactentes com Restricao de Lactose com 400g
  • Idade: 0 a 36 meses
  • Com DHA e ARA e Nucleotídeos.
  • Formato: Latas de 400g (pó)
Ver na Magalu

Importante: Este produto somente deve ser usado na alimentação de crianças menores de 1 (um) ano de idade, com indicação expressa de médico ou nutricionista. O aleitamento materno evita infecções e alergias e fortalece o vínculo mãe-filho. O leite materno deve ser sempre a primeira opção para a alimentação do lactente. Quando não for possível a manutenção do aleitamento materno, as fórmulas infantis são os substitutos mais adequados para o primeiro ano de vida, conforme orientação do médico ou nutricionista.

Ingredientes:

Xarope de glicose, proteína extensamente hidrolisada de soro de leite, triglicerídeos de cadeia média, óleos vegetais (colza, girassol, palma), fosfato tricálcico, fosfato dihidrogenio de potássio, cloreto de potássio, carbonato de cálcio, óleo de peixe, óleo de mortiarella alpina, cloreto de colina, vitamina C, cloreto de sódio, cloreto de magnésio, taurina, inositol, sulfato ferroso, vitamina E, sulfato de zinco, L-carnitina, nucleotídeos (uridina, citidina, adenosina, inosina, guanosina), niacina, d-pantotenato de cálcio, biotina, sulfato cúprico, ácido fólico, sulfato de manganês, vitamina A, vitamina B2, vitamina B12, vitamina B1, vitamina D, vitamina B6, iodeto de potássio, vitamina K, selenito de sódio, emulsificante mono e diglicerídeos de ácidos graxos.

Prós:

  • Com DHA e ARA e Nucleotídeos
  • Proteína extensamente hidrolisada

Contras:

  • Mais caro que os concorrentes

Fórmula Infantil ALFARÉ 400g

Alfaré é uma fórmula infantil para lactentes e de seguimento para lactentes e crianças de primeira infância destinada a necessidades dietoterápicas específicas com restrição de lactose e à base de proteína extensamente hidrolisada. Para lactentes e crianças de primeira infância, de 0 a 36 meses de idade, com alergia às proteínas intactas do leite de vaca e soja, com comprometimento do trato gastrintestinal e/ou com restrição à lactose.

Formula Infantil ALFARE 400g
  • Fórmula infantil destinada a necessidades dietoterápicas específicas com restrição de lactose e à base de proteína extensamente hidrolisada.
  • Formato: Latas de 400g (pó)
Ver na Amazon

Importante: Este produto somente deve ser usado na alimentação de crianças menores de 1 (um) ano de idade, com indicação expressa de médico ou nutricionista. O aleitamento materno evita infecções e alergias e fortalece o vínculo mãe-filho. O leite materno deve ser sempre a primeira opção para a alimentação do lactente. Quando não for possível a manutenção do aleitamento materno, as fórmulas infantis são os substitutos mais adequados para o primeiro ano de vida, conforme orientação do médico ou nutricionista.

Ingredientes:

Maltodextrina, proteína extensamente hidrolisada do soro do leite de vaca, triglicerídeos de cadeia média, amido de batata, minerais (glicerofosfato de cálcio, cloreto de sódio, cloreto de potássio, fosfato de potássio monobásico, cloreto de magnésio, fosfato de cálcio tribásico, sulfato ferroso, sulfato de zinco, sulfato de cobre, sulfato de manganês, iodeto de potássio e cloreto de cálcio), óleo de canola, oleína de palma, óleo de girassol, óleo de girassol de alto teor oléico, vitaminas (L-ascorbato de sódio, bitartarato de colina, acetato de DL-alfa-tocoferila, nicotinamida, D-pantotenato de cálcio, riboflavina, acetato de retinila, cloridrato de piridoxina, tiamina mononitrato, ácido N-pteroil-L-glutâmico, fitomenadiona, D-biotina, colecalciferol e cianocobalamina), óleo de peixe*, taurina, óleo de Mortierella alpina rico em ácido araquidônico (ARA), mio-inositol, nucleotídeos, L-carnitina e emulsificante ésteres de mono e diglicerídeos de ácidos graxos com ácido cítrico.

Prós:

  • Com DHA e ARA
  • Proteína extensamente hidrolisada
  • Para lactentes com alergia a lactose, e a fórmula de soja.

Contras:

  • Não há

Fórmulas Infantis APLV à base de Aminoácidos

Leite Neocate Lcp Fórmula Infantil

Neocate LCP é uma fórmula infantil para lactentes e de seguimento para lactentes e/ou crianças de primeira infância destinada a necessidades dietoterápicas específicas com restrição de lactose e à base de aminoácidos livres.

Leite neocate Lcp Formula Infantil 400g
  • Não contém glúten
  • Fonte de proteínas: aminoácidos livres
  • não contém leite e produtos lácteos
  • Formato: Latas de 400g (pó)
Ver na Amazon

Importante: Este produto somente deve ser usado na alimentação de crianças menores de 1 (um) ano de idade, com indicação expressa de médico ou nutricionista. O aleitamento materno evita infecções e alergias e fortalece o vínculo mãe-filho. O leite materno deve ser sempre a primeira opção para a alimentação do lactente. Quando não for possível a manutenção do aleitamento materno, as fórmulas infantis são os substitutos mais adequados para o primeiro ano de vida, conforme orientação do médico ou nutricionista.

Ingredientes:

Xarope de glicose, óleos vegetais refinados (óleo de girassol, triglicerídeos de cadeia média [óleo de coco e/ou palmiste] e óleo de canola), fosfato de cálcio dibásico, L-arginina L-aspartato*, L-leucina*, citrato tripotássico, acetato de L-lisina*, L-glutamina*, L-prolina*, L-valina*, glicina*, L-isoleucina*, L-treonina*, L-fenilalanina*, L-tirosina*, L-serina*, L-histidina*, L-alanina*, cloreto de sódio, L-cistina*, cloreto de magnésio, L-triptofano*, bitartarato de colina, L-metionina*, citrato de cálcio, L-aspartato de magnésio, óleo de Mortierella alpina, óleo de Crypthecodinium cohnii, inositol, vitamina C, taurina, sulfato ferroso, sulfato de zinco, L-carnitina, sal dissódico de uridina 5-monofosfato, citidina 5-monofosfato, niacina, sal dissódico de inosina 5-monofosfato, adenosina 5-monofosfato, pantotenato de cálcio, vitamina E, sal dissódico de guanosina 5-monofosfato, sulfato de manganês, vitaminas B1 e B6, sulfato de cobre, vitaminas B2 e A, iodeto de potássio, ácido fólico, cloreto de cromo, vitamina K, selenito de sódio, molibdato de sódio, biotina, vitaminas D e B12, emulsificante ésteres de mono e diglicerídeos de ácidos graxos com ácido cítrico e antioxidante mistura concentrada de tocoferóis.

Prós:

  • Com DHA e ARA
  • Proteína extensamente hidrolisada
  • Para lactentes com alergia a lactose

Contras:

  • Não há

Nestlé Alfamino Fórmula Infantil

Alfamino é uma fórmula infantil para lactentes e crianças de primeira infância, de 0 a 36 meses de idade, com alergia alimentar severa à Proteína do Leite de Vaca (APLV), à soja e múltiplos alimentos. Podendo ser utilizada para casos de comprometimento do trato gastrintestinal e restrição à lactose.

Nestle Alfamino Formula Infantil
  • Não contém glúten
  • Não contém leite ou produtos lácteos
  • Contém fenilalanina
  • Formato: Latas de 400g (pó)
Ver na Amazon

Importante: Este produto somente deve ser usado na alimentação de crianças menores de 1 (um) ano de idade, com indicação expressa de médico ou nutricionista. O aleitamento materno evita infecções e alergias e fortalece o vínculo mãe-filho. O leite materno deve ser sempre a primeira opção para a alimentação do lactente. Quando não for possível a manutenção do aleitamento materno, as fórmulas infantis são os substitutos mais adequados para o primeiro ano de vida, conforme orientação do médico ou nutricionista.

Ingredientes:

Xarope de glicose desidratado, aminoácidos* (L-arginina-L-aspartato, acetato de L-lisina, L-leucina, Lprolina, L-glutamina, L-valina, glicina, L-isoleucina, L-treonina, L-serina, L-tirosina, L-fenilalanina, Lhistidina, L-alanina, L-cistina, L-triptofano, L-aspartato de magnésio e L-metionina), triglicerídeos de cadeia média, amido de batata, óleo de girassol de alto teor oleico, óleo de canola, minerais (glicerofosfato de cálcio, cloreto de potássio, citrato de cálcio, citrato de sódio, citrato de potássio, fosfato de sódio monobásico, óxido de magnésio, sulfato ferroso, sulfato de zinco, sulfato de cobre, iodeto de potássio, sulfato de manganês e selenato de sódio), óleo de girassol, oleína de palma, maltodextrina, vitaminas (bitartarato de colina, L-ascorbato de sódio, acetato de DL-¬alfa-tocoferila, nicotinamida, D-pantotenato de cálcio, riboflavina, acetato de retinila, tiamina mononitrato,cloridrato de piridoxina, ácido N-pteroil-L-glutâmico, filoquinona, D-biotina, colecalciferol e cianocobalamina), óleo de Crypthecodinium cohnii rico em ácido docosahexaenoico, óleo de Mortierella alpina rico em ácido araquidônico, taurina, mio-inositol, L-carnitina, emulsificante ésteres de mono e diglicerídeos de ácidos graxos com ácido cítrico e acidulante ácido cítrico.

Prós:

  • Com DHA e ARA
  • Proteína extensamente hidrolisada
  • Não contém leite ou compostos lácteos lactose

Contras:

  • Não há

Fórmulas Infantis APLV à base de Proteínas de Arroz

Fórmula Infantil Aptamil Proexpert Soja 1 Danone Nutricia 400g

O Aptamil Proexpert Soja 1 é uma fórmula infantil de partida em pó, desenvolvida pela Danone especialmente para crianças lactentes de até 6 meses de idade à base de proteínas de soja.

Formula Infantil Aptamil Proexpert Soja 1 Danone Nutricia 400g
  • Fórmula infantil para lactentes a base de soja
  • Não contém proteínas lácteas
  • Para lactentes de 0-6 meses de vida
Ver na Amazon

Importante: Este produto somente deve ser usado na alimentação de crianças menores de 1 (um) ano de idade, com indicação expressa de médico ou nutricionista. O aleitamento materno evita infecções e alergias e fortalece o vínculo mãe-filho. O leite materno deve ser sempre a primeira opção para a alimentação do lactente. Quando não for possível a manutenção do aleitamento materno, as fórmulas infantis são os substitutos mais adequados para o primeiro ano de vida, conforme orientação do médico ou nutricionista.

Ingredientes:

Xarope de glicose, proteína isolada de soja, óleos de palma, girassol, canola e coco; carbonato de cálcio, cloreto de potássio, fosfato de magnésio dibásico, citrato de potássio, fosfato tricálcico, vitamina C, cloreto de colina, L-triptofano, taurina, cloreto de sódio, L-metionina, inositol, L-carnitina, sulfatos ferroso e de zinco, vitaminas A, D e E; pantotenato de cálcio, niacina, vitaminas B12 e B2; β-caroteno, sulfato de manganês, vitaminas B1 e B6; sulfato cúprico, iodeto de potássio, ácido fólico, vitamina K, biotina, regulador de acidez hidróxido de potássio. NÃO CONTÉM GLÚTEN.

Prós:

  • Fácil de preparar
  • Não contém leite ou compostos lácteos
  • Boa relação custo benefício

Contras:

  • Não há

Fórmula Infantil, Nan Soy, 800g

Fórmula Infantil Nestlé Nan Soy é uma importante alternativa para mães que não conseguem fornecer todo o aleitamento necessário para seus bebês. Nesta versão o produto é enriquecido com soja em sua composição. É uma fórmula infantil indicada para bebês lactentes e crianças de primeira infância, até 1 ano de idade, rica em DHA, ARA, prebióticos e nucleotídeos. Este produto contém uma lata com 800g de fórmula em pó e uma colher de medida.

Formula Infantil Nan Soy 800g
  • Fórmula infantil para lactentes e de seguimento para lactentes à base de soja. Com DHA e ara. Não contém leite ou produtos lácteos. Não contém glúten.
  • Tamanho: 800g
  • Sabor: leite
  • O produto não contém glúten
Ver na Amazon

Importante: Este produto não deve ser usado para alimentar crianças, salvo sob indicação expressa de médico ou nutricionista. O aleitamento materno evita infecções e alergias, e é recomendado até os 2 anos de idade ou mais. O aleitamento materno evita infecções e alergias, e fortalece o vínculo entre mãe e filho.

Ingredientes:

Maltodextrina, proteína isolada de soja*, oleína de palma, óleo de soja, óleo de coco, minerais (fosfato de cálcio, citrato de cálcio, cloreto de potássio, fosfato de magnésio dibásico, citrato de potássio, cloreto de sódio, sulfato de zinco, sulfato ferroso, sulfato de cobre e iodeto de potássio), óleo de cártamo, vitaminas (L-ascorbato de sódio, cloreto de colina, acetato de DL α-tocoferila, nicotinamida, D-pantotenato de cálcio, riboflavina, acetato de retinila, cloridrato de piridoxina, tiamina mononitrato, ácido N-pteroil- L-glutâmico, filoquinona, D-biotina, colecalciferol e cianocobalamina), L-metionina, óleo de , óleo de Crypthecodinium Cohnii, Mortierella alpina, óleo de girassol, lecitina de soja, taurina, L-carnitina e regulador de acidez hidróxido de potássio.

Prós:

  • Não contém proteína do leite de vaca
  • Não contém glúten

Contras:

  • Não há.

Perguntas Frequentes

Qual a Diferença entre APLV e intolerância à Lactose?

A alergia à proteína do leite de vaca (APLV) é uma reação gerada pelo sistema imunológico a uma proteína específica. Essa reação pode se dar pela ingestão da proteína e, assim como, pelo cheiro do alimento que contém a proteína.

Já a intolerância à lactose ocorre quando o organismo não produz uma enzima chamada Lactase, que é responsável por quebrar o açúcar presente na lactose. Sendo assim, a intolerância não tem a ver com o sistema imunológico.

Quais os alimentos mais alergênicos para bebês?

O leite de vaca, o glúten, oleaginosas e frutos do mar estão na lista de alimentos com maior potencial alergênico do mundo.

Como diagnosticar a APLV?

A APLV pode ser diagnosticada através de exames específicos como o de sangue (RAST, ImmunoCap) e na pele (prick test), além do TPO. No entanto, não se pode descartar a possibilidade de diagnóstico por outros meios como o histórico clínico e resposta da criança à dieta.

Como fazer a reintrodução do leite em APLV?

A reintrodução do leite na alimentação de uma criança com APLV deve ser feita por um médico através do teste TPO.

O que é TPO e para que ele serve?

TPO é uma sigla para “Teste de Provocação Oral”. Ele serve para diagnosticar alergia alimentar ou intolerância alimentar, assim como verificar a permanência ou exclusão de ocorrência de alergia.

Como é feito o teste TPO em bebês?

O teste TPO pode ser realizado no primeiro ano de vida do bebê. Ele consiste em um desafio de apresentar ao bebê uma fórmula à base de leite de vaca pasteurizado fresco. Esse teste é realizado por um médico especialista na área, um alergista.

O que acontece se não tratar a APLV?

A APLV não cuidada pode acarretar em vários problemas no desenvolvimento da criança. A APLV vai causar má absorção de energia, perda de proteína e diversos nutrientes essenciais para a formação dos sistemas gerais da criança.

Veja o que a APLV não tratada pode causar no seu bebê:

  • Baixo crescimento
  • Deficiência respiratória
  • Seletividade alimentar

Ou seja, se a APLV não for tratada, o bebê pode levar as consequências para a vida adulta, tornando-se uma pessoa cheia de restrições.

Quanto tempo depois do início da dieta os sintomas da APLV desaparecem?

Isso vai depender da reação que foi apresentada na criança. Geralmente, crianças com sintomas imediatos apresentam melhora em cerca de 3 a 7 dias. Já em casos de sintomas tardios a melhora significativa pode ocorrer em até 4 semanas.

A APLV diagnosticada em bebês, tem cura?

Muitos lactentes e crianças diagnosticadas com APLV podem ser curadas, sim!

Seguindo tratamento orientado por um médico, é possível fazer testes em períodos de aproximadamente 6 em 6 meses para verificar como anda a alergia. A maioria das crianças que seguem um tratamento adequado, são curadas da APLV.

O que fazer caso a criança com APLV faça ingestão acidental de alimentos com leite?

Nestes casos a família deve seguir as orientações médicas e avisá-lo imediatamente. Caso os sintomas persistam, procure um serviço de emergência médica e informe a condição da criança.

Conclusão

A APLV se apresenta de forma diversificada tanto em lactentes como em crianças. A gravidade das reações alérgicas também pode ser variável, caracterizadas pelos sintomas imediatos ou tardios. As reações imediatas ocorrem de minutos a 2 horas após a ingestão da proteína alérgena, enquanto os sintomas tardios se manifestam de 48 horas ou até 1 semana após a ingestão.

Dentre os sintomas, os mais comuns são os que envolvem os tratos gastrointestinal e respiratório. Após ser feito um diagnóstico, os pais devem seguir as orientações médicas.

Saiba identificar nos rótulos ingredientes alergênicos. Se tem um bebê diagnosticado com APLV, é importante saber reconhecer os itens que são alergênicos nos rótulos dos produtos.

No livro Manual de Orientação Nutricional na Alergia Alimentar que é voltado, inclusive, para profissionais da área como pediatras e nutricionistas se manterem atualizados, você pode ter as informações detalhadas sobre tudo relacionado à alergia alimentar.

Afinal, pais que precisam ter esse cuidado especializado com o seu bebê precisam estar por dentro de tudo em relação a esse assunto para cuidar adequadamente da criança.

Lembrando que para maiores esclarecimentos sobre este assunto, é indispensável a opinião de um profissional de saúde.

Para mais informações acerca do tema introdução alimentar, melhores fórmulas infantis e muito mais, confira os artigos do blog Chiquititos.

Leia também

Foto Destaque: Google Imagens. Os redatores do site Chiquititos não são ligados aos fabricantes dos produtos recomendados. No entanto, publicamos links que contam com programas de afiliados. Texto protegido pela Lei de Direitos Autorais nº 9.610/98. Fica totalmente proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo sem a devida autorização do autor. Para maiores informações, entre em contato com [email protected]com.br

Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.
Sintomas de Bronquiolite em Bebê Posso usar Vick Vaporub no meu bebê? Brinquedo de Silicone Quebra-cabeça para Bebês Meu Universo 9 Alimentos Proibidos Para Bebês Até 1 Ano de Idade Como Apresentar Alimentos Alergênicos ao Bebê Kit Higiene Bebê: 10 Itens Que Não Podem Faltar Os Primeiros 12 Meses do Bebê Checklist de Exames que Toda Grávida Precisa Fazer Desfralde: o que pode dar errado e não funcionar? Intestino Preso na Introdução Alimentar? Saiba o que fazer.